Roger Federer anuncia aposentadoria do tênis – Esportes

Fim de uma era no tênis profissional. Roger Federar, dono de 20 títulos de Grand Slam, anunciou nesta quinta-feira (15) que irá se aposentar. Aos 41 anos, o tenista suíço publicou uma longa carta onde conta que, diante dos problemas físicos que vinha tendo, não poderá mais seguir jogando de forma competitiva. […]

Roger Federer anuncia aposentadoria do tênis – Esportes




Fim de uma era no tênis profissional. Roger Federar, dono de 20 títulos de Grand Slam, anunciou nesta quinta-feira (15) que irá se aposentar. Aos 41 anos, o tenista suíço publicou uma longa carta onde conta que, diante dos problemas físicos que vinha tendo, não poderá mais seguir jogando de forma competitiva.

Na carta ele afirma que seu último evento será a Laver Cup, no próximo final de semana em Londres, e que não irá mais competir no circuito mundial. “Tenho 41 anos, joguei mais de 1.500 partidas em 24 anos. O tênis me tratou mais generosamente do que sonhava. E preciso reconhecer que é o momento de encerrar minha carreira competitiva”, revelou o suíço.



Federer não disputa um torneio oficial desde julho de 2021, quando chegou até as quartas de final de Wimbledon, Grand Slam que mais venceu na carreira. Na ocasião, o tenista foi eliminado por Hubert Hurkacz. 

Ao todo, Federer tem 20 conquistas de Grand Slam, com oito títulos em Wimbledon (2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2012, 2017), cinco US Open (2004, 2005, 2006, 2007, 2008) e uma em Rol’and Garros (2009).

Veja a carta:



“Para minha família do tênis.

De todos os presentes que o tênis me deu, os maiores, sem dúvida, foram as pessoas que encontrei no caminho, meus amigos, competidores e a maioria dos fãs que deram sua vida pelo esporte. Hoje quero dividir uma notícia com todos vocês. Como a maioria sabe, os últimos três anos me deram desafios na forma de lesões e cirurgias. Trabalhei duro para retornar no meu melhor. Mas também sei que meu corpo tem capacidades e limites e ultimamente vinha me dando claros sinais . Tenho 41 anos, joguei mais de 1.500 partidas em 24 anos. O tênis me tratou mais generosamente do que sonhava. E preciso reconhecer que é o momento de encerrar minha carreira competitiva.

A Laver Cup na próxima semana será meu último torneio ATP. Vou jogar mais tênis no futuro, claro, mas não no circuito ou nos Grand Slams”

Da verdade sobre Maradona à invenção do creme de papaia: conheça as histórias de Lancellotti



Matéria Origial

Relacionados