Presidentes do Supremo, TSE e STJ reafirmam confiança no processo eleitoral brasileiro Por Reuters

© Reuters. 22/10/2018 REUTERS/Rodolfo Buhrer (Reuters) – Os presidentes dos tribunais superiores do país declararam, nesta terça-feira, sua confiança no processo eleitoral brasileiro, um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro (PL), que é candidato à reeleição, ter reunido embaixadores no Palácio da Alvorada para repetir seus ataques às urnas eletrônicas e a ministros do […]

Presidentes do Supremo, TSE e STJ reafirmam confiança no processo eleitoral brasileiro Por Reuters



© Reuters. 22/10/2018
REUTERS/Rodolfo Buhrer

(Reuters) – Os presidentes dos tribunais superiores do país declararam, nesta terça-feira, sua confiança no processo eleitoral brasileiro, um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro (PL), que é candidato à reeleição, ter reunido embaixadores no Palácio da Alvorada para repetir seus ataques às urnas eletrônicas e a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Os presidentes do Supremo, Luiz Fux, e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, se reuniram por videoconferência nesta terça para discutir os mais recentes ataques ao Poder Judiciário e ao processo eleitoral brasileiro, segundo nota divulgada pelo STF. Fux reiterou a Fachin a confiança total no processo eleitoral e na integridade dos juízes que compõem o TSE, acrescentou o tribunal. Em nome do STF, Fux repudiou as tentativas de se colocar em xeque o processo eleitoral do país e as urnas eletrônicas diante da comunidade internacional. Na segunda-feira, Bolsonaro reuniu embaixadores e representantes diplomáticos no Brasil para repetir, agora para um público externo, seus ataques sem provas e já refutados às urnas eletrônicas e ao sistema de votação brasileiro, a menos de três meses das eleições.
No mesmo dia, Fachin rebateu os ataques afirmando que “há um inaceitável negacionismo eleitoral por parte de uma personalidade pública importante dentro de um país democrático, e é muito grave a acusação de fraude, a acusação de má fé a uma instituição, mais uma vez, sem apresentar prova alguma”. Se juntando às reações de Fux e Fachin, o presidente em exercício do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Jorge Mussi, expressou nesta terça plena confiança no processo eleitoral do país e no TSE, segundo a assessoria do STJ. O STJ lembrou que dois dos sete integrantes do TSE são ministros do STJ, sendo que um deles exerce a função de corregedor-geral eleitoral.



Matéria Origial