Líder da Série B, Cruzeiro marca no final e empata com o Criciúma por 1 a 1 no Mineirão

Líder da Série B do Campeonato Brasileiro com uma larga vantagem para o segundo colocado e muito próximo de voltar à elite nacional, o Cruzeiro tropeçou neste domingo perante a sua torcida. No estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, o clube mineiro ficou no empate por 1 a 1 com o Criciúma, pela 28ª rodada, […]

Líder da Série B, Cruzeiro marca no final e empata com o Criciúma por 1 a 1 no Mineirão



Líder da Série B do Campeonato Brasileiro com uma larga vantagem para o segundo colocado e muito próximo de voltar à elite nacional, o Cruzeiro tropeçou neste domingo perante a sua torcida. No estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, o clube mineiro ficou no empate por 1 a 1 com o Criciúma, pela 28ª rodada, sendo que o gol da igualdade, do atacante Bruno Rodrigues, saiu apenas aos 45 minutos do segundo tempo. Hygor havia marcado para os catarinenses no final da primeira etapa.
Agora com 59 pontos, o Cruzeiro segue tranquilo na liderança. Tem nove a mais que o Bahia, o segundo colocado, e 18 de vantagem para o Londrina, que está em quinto lugar, fora do G4 – grupo dos clubes que subirão para a Série A em 2023. Faltam 10 rodadas para o final da competição.
Para o Criciúma, que já conseguiu um de seus objetivos na temporada que era voltar à primeira divisão do Campeonato Catarinense, o empate impediu o time de ficar mais perto do G4. Se vencesse, subiria para o sexto lugar e ficaria cinco pontos do Vasco, o atual quarto colocado. Mas tem que se contentar com a nona posição, com 38 pontos.
Na próxima rodada, o Cruzeiro terá pela frente o Operário-PR, nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), novamente em Belo Horizonte. Já o Criciúma receberá o Bahia, no mesmo dia, às 19 horas, no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC).
O jogo – Como esperado, o Cruzeiro pressionou desde o início, com a ajuda de seu torcedor que lotou o Mineirão (mais de 58 mil pessoas), e até criou algumas chances. Mas faltou precisão justamente na hora das finalizações.
O Cruzeiro teve mais a bola e buscou o campo ofensivo, mas encontrou um adversário muito bem preparado. O Criciúma soube incomodar um ponto forte da Raposa – a saída de bola. No final do primeiro tempo, contou com falha defensiva após cobrança de lateral para abrir o placar do jogo. Aos 39 minutos, após um lateral pela direita, Oliveira e Eduardo Brock se desentenderam com a bola e Hygor, sozinho na grande área, encheu o pé, sozinho na área, no ângulo esquerdo alto do goleiro Rafael.
Na segunda etapa, o panorama foi o mesmo. O técnico uruguaio Paulo Pezzolano fez três substituições de uma só vez na volta do intervalo e a pressão foi maior. As coisas para o Cruzeiro complicaram um pouco com a expulsão por reclamação excessiva do atacante Rafa Silva, aos 39 minutos, apenas três depois de ter entrado em campo no lugar de Luvannor.

Mas na base da raça, aos 45 minutos, o time mineiro conseguiu o empate. O atacante Bruno Rorigues recebeu a bola na intermediária e avançou para o ataque. Após receber um toque de calcanhar de Lincoln, entrou na área e finalizou com perfeição para empatar a partida.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 x 1 CRICIÚMA

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)Data: 4 de setembro de 2022 (domingo)Horário: 16 horas (de Brasília)Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)Assistentes: Jucimar dos Santos Dias (BA) e Daniella Coutinho Pinto (BA)VAR: Thiago Duarte Peixoto (SP)Renda: R$ 2.478.008,00Público: 58.702 torcedoresCartões amarelos: Neto Moura, Rafa Silva, Machado e Matheus Bidú (Cruzeiro); Rodrigo e Zé Marcos (Criciúma)Cartão vermelho: Rafa Silva (Cruzeiro)Gols:CRUZEIRO: Bruno Rodrigues (aos 45min do 2º tempo)CRICIÚMA: Hygor (aos 39min do 1º tempo)
CRUZEIRO: Rafael Cabral, Zé Ivaldo, Oliveira e Eduardo Brock (Geovane); Wesley Gasolina (Jajá), Neto Moura, Machado e Matheus Bidú (Bruno Rodrigues); Daniel Jr, Edu (Lincoln) e Luvannor (Rafa Silva).Técnico: Paulo Pezzolano
CRICIÚMA: Gustavo, Cristovam, Rodrigo, Zé Marcos e Hélder; Marcos Serrato, Arilson, Hygor (Rafael Bilu), Fellipe Mateus (Oswaldo Henríquez)  e Marcelo Hermes (Rômulo); Caio Dantas (Fernando Viana)Técnico: Cláudio Tencati
Deixe seu comentário



Matéria Origial