João Félix não fala sobre possível Portugal x Brasil na Copa: “Somos melhores”

João Félix, do Atlético de Madrid, projetou uma possível partida entre Portugal e Brasil na Copa do Mundo, que acontece entre os dias 20 de novembro e 18 de dezembro, no Catar. As seleções estão do mesmo lado da chave e podem se encontrar caso passem para as oitavas de final. O atacante não se […]

João Félix não fala sobre possível Portugal x Brasil na Copa: “Somos melhores”



João Félix, do Atlético de Madrid, projetou uma possível partida entre Portugal e Brasil na Copa do Mundo, que acontece entre os dias 20 de novembro e 18 de dezembro, no Catar. As seleções estão do mesmo lado da chave e podem se encontrar caso passem para as oitavas de final.
O atacante não se acanhou e disse que queria enfrentar a Seleção Brasileira principalmente para acabar com a discussão com Matheus Cunha, seu companheiro de equipe e recém-convocado pelo técnico Tite para os últimos amistosos antes do Mundial.
“Ia dar um jogo muito interessante. Nunca joguei com o Brasil e tenho essa curiosidade. Queria ganhar para o (Matheus) Cunha se calar um pouquinho. Ele sempre diz que o Brasil é melhor que Portugal. Tem grandes jogadores? Tem, mas não é melhor. Queria jogar contra eles somente para acabar com a discussão”, afirmou João Félix em entrevista à TNT Sports.

A estreia do Brasil no Grupo G da Copa do Mundo está marcada para o dia 24 de novembro, às 16 horas (de Brasília) contra a Sérvia. Pelo lado de Portugal, no Grupo H, a seleção encara a Gana no mesmo dia, às 13 horas.
Além da Copa, o jogador também comentou o que falta para chegar ao nível de melhor do mundo e como está sendo sua temporada, já que foi titular em todos os jogos do Atlético de Madrid no Campeonato Espanhol até então.
“Acho que falta mais consistência. O Atlético de Madrid é totalmente diferente dessas equipes (que tem Messi, Cristiano Ronaldo, Mbappé e Neymar), são muito mais ofensivas. Permite ter mais oportunidades de gols. Espero chegar a esse nível o mais rápido possível. Noto confiança do treinador e da equipe. Me sinto bem com isso, as coisas acontecem naturalmente”, contou.

Deixe seu comentário



Matéria Origial