Cuca elogia 1º tempo do Galo, mas torcida não perdoa: “Time sem vergonha”

O empate diante do Red Bull Bragantino manteve o Atlético-MG em sua fase instável no Campeonato Brasileiro. Por isso, a torcida segue impaciente e voltou soltar críticas fortes. Das arquibancadas vieram os gritos de “time sem vergonha” nesta quarta-feira no Mineirão. Para o técnico Cuca, a ordem foi apontar pontos positivos no Galo, sobretudo pela […]

Cuca elogia 1º tempo do Galo, mas torcida não perdoa: “Time sem vergonha”


O empate diante do Red Bull Bragantino manteve o Atlético-MG em sua fase instável no Campeonato Brasileiro. Por isso, a torcida segue impaciente e voltou soltar críticas fortes. Das arquibancadas vieram os gritos de “time sem vergonha” nesta quarta-feira no Mineirão.
Para o técnico Cuca, a ordem foi apontar pontos positivos no Galo, sobretudo pela atuação nos 45 minutos iniciais. “Muito bem jogado, fizemos o gol, criamos oportunidades.  Em um erro nosso de cobertura tomamos um gol de empate. Foi uma pena pelo que jogamos na primeira etapa”, analisou.

Confira este e outros vídeos em
Mais vídeos em
videos.gazetaesportiva.com

No segundo tempo, Cuca observou que o Atlético-MG encontrou dificuldades para furar a defesa do Red Bull Bragantino, que mudou a postura e fez uma marcação mais baixa. Assim, o clima de ansiedade tomou conta dos jogadores e da própria torcida atleticana.
Mesmo diante das dificuldades, Cuca busca um discurso conciliador. “Não é o jogador que é culpado. São jogadores, o treinador, são todos, juntos, culpados. Somos nós que perdemos. O time não está jogando mal, se percebemos a performance”, disse.

Deixe seu comentário



Matéria Origial