Cruzeiro vence o CRB e fica a uma vitória de conquistar o acesso para a Série A

Neste sábado, o Cruzeiro conquistou uma vitória importante diante do CRB, pela 30ª rodada da Série B. Jogando fora de casa, a Raposa venceu por 2 a 0, com gols de Stênio e Bruno Rodrigues e pode, assim, conquistar o acesso para a Série A já na próxima partida. Caso vença o Vasco na próxima […]

Cruzeiro vence o CRB e fica a uma vitória de conquistar o acesso para a Série A



Neste sábado, o Cruzeiro conquistou uma vitória importante diante do CRB, pela 30ª rodada da Série B. Jogando fora de casa, a Raposa venceu por 2 a 0, com gols de Stênio e Bruno Rodrigues e pode, assim, conquistar o acesso para a Série A já na próxima partida.
Caso vença o Vasco na próxima rodada, o Cruzeiro irá a 68 pontos, deixando os cariocas com 48. A quinta posição é ocupada pelo Londrina, que pode terminar a próxima jornada também com, no máximo, 48.
Assim, a distância do primeiro colocado fora do G4 para a Raposa seria de 20 pontos, faltando sete rodadas para o fim do torneio, ou seja 21 pontos em disputa. Normalmente, isso significaria que os mineiros ainda poderiam ser alcançados. No entanto, um dos jogos desta reta final é justamente o duelo entre Vasco e Londrina. Desta forma, um dos dois – ou os dois – não somará 20 pontos, resultando no acesso cruzeirense antecipado.
O Cruzeiro recebe o Vasco na próxima quarta-feira, às 21 horas (de Brasília), no Mineirão. Já o CRB, que ficou na nona colocação, com 40 pontos, após a derrota deste sábado, encara o Vila Nova fora de casa na quinta-feira, às 21h30.

O jogo

Jogo começou movimentado, com chegadas dos dois times. Aos três minutos, Paulinho Moccelin recebeu lançamento e Rafael Cabral afastou de soco. Seis minutos depois, o Cruzeiro respondeu com Marquinhos Cipriano, que bateu cruzado da entrada da área e quase acertou no ângulo. Aos 15 minutos, a Raposa chegou de novo, mas Luvannor parou no goleiro.
No entanto, foi o CRB que conseguiu a melhor chance do primeiro tempo. Aos 20 minutos, Felipe Machado derrubou Anselmo Ramon dentro da área e o árbitro marcou pênalti. O próprio centroavante que sofreu a falta foi para a batida, mas isolou a cobrança, desperdiçando a melhor oportunidade dos mandantes.
A partida seguiu movimentada e o time da casa voltou a levar perigo aos 30 minutos, quando Moccelin bateu para o gol e Rafael Cabral defendeu. O goleiro do Cruzeiro voltou a brilhar três minutos depois ao defender voleio de Anselmo Ramon de dentro da área. Assim, a primeira etapa acabou com muitas finalizações, mas sem gols.
Na volta do intervalo, o CRB quase abriu o placar no primeiro lance, com Guilherme Romão. Quem saiu na frente, porém, foi o Cruzeiro. Aos sete minutos, Stênio fez jogada individual pelo lado direito, limpou a marcação e bateu no alto para marcar o primeiro gol do jogo.
O CRB tentou dar a resposta durante o segundo tempo, mas parou em Rafael Cabral, que teve atuação inspirada e manteve o Cruzeiro na frente. Aos 39 minutos, o goleiro salvou a Raposa ao defender chute à queima roupa de Anselmo Ramon, na pequena área.
Apesar da pressão dos mandantes, os mineiros confirmaram a vitória aos 45 minutos do segundo tempo. Bruno Rodrigues foi acionado pela esquerda, cortou para dentro e bateu cruzado do bico da área para marcar um golaço e fechar o placar em 2 a 0.

FICHA TÉCNICACRB-AL 0 X 2 CRUZEIRO-MG

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)Data: 17 de setembro de 2022 (sábado)Horário: 20h30 (de Brasília)Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Vanessa Santos Azevedo (SE)VAR: Vinicius Furlan (SP)Cartões amarelos: Wellington Carvalho, Guilherme Romão e Emerson Negueba (CRB) Stênio (CRU)Cartões vermelhos:GOLS:Cruzeiro: Stênio (7′, 2ºT) e Bruno Rodrigues (45′, 2ºT)CRB: Diogo Silva, Raul Prata, Gum, Wellington Carvalho e Guilherme Romão (Guilherme Lopes); Claudinei, Juninho Valoura e Bruninho; Emerson Negueba (Richard), Paulinho Moccelin (Gabriel Conceição) e Anselmo Ramon.Técnico: Daniel PaulistaCRUZEIRO: Rafael Cabral; Geovane, Oliveira, Eduardo Brock e Marquinhos Cipriano (Kaiki); Machado, Neto Moura (Pedro Castro) e Stênio (Pais); Luvannor (Rafa Silva), Bruno Rodrigues e Lincoln (Daniel Júnior)Técnico: Paulo Pezzolano
Deixe seu comentário



Matéria Origial