Clima deve ficar mais hostil com polarização odiosa, diz Simone Tebet Por Estadão Conteúdo

© Reuters. Clima deve ficar mais hostil com polarização odiosa, diz Simone Tebet A candidata do MDB à Presidência da República, Simone Tebet, afirmou neste sábado, 3, que o clima entre as campanhas dos candidatos a presidente deve ficar ainda mais hostil nas próximas semanas. “Não tenho dúvida, isso é reflexo dessa polarização odiosa, é […]

Clima deve ficar mais hostil com polarização odiosa, diz Simone Tebet Por Estadão Conteúdo



© Reuters. Clima deve ficar mais hostil com polarização odiosa, diz Simone Tebet

A candidata do MDB à Presidência da República, Simone Tebet, afirmou neste sábado, 3, que o clima entre as campanhas dos candidatos a presidente deve ficar ainda mais hostil nas próximas semanas. “Não tenho dúvida, isso é reflexo dessa polarização odiosa, é isso que o Brasil virou. Só nós temos condições de voltar a unir o Brasil e as famílias para que o País volte a olhar para os seus reais problemas”, afirmou a candidata ao chegar na Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade Reatech Brasil, em São Paulo, acompanhada da vice de sua chapa, Mara Gabrilli (PSDB).Na quinta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu a propaganda eleitoral do presidente Jair Bolsonaro (PL) com apenas mensagem da primeira-dama Michelle Bolsonaro no rádio e na TV. O pedido ao TSE partiu de Simone Tebet. O vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, ao saber do pedido de Tebet ao TSE, escreveu em rede social: “Ué, trabalhando contra as mulheres?”. Neste sábado, ela respondeu ao vereador. “Lugar de Presidência é lugar de coisa séria e de exemplo. A lei é muito clara, apoiador só pode constar na propaganda em 25%. Passou disso, é ilegal. Respeito a primeira-dama, é louvável que ela esteja ao lado do presidente fazendo campanha, mas é contra a lei, seja homem ou seja mulher, a lei vale para todos”, disse.



Matéria Origial

Relacionados