Brasil goleia Venezuela pela Copa América feminina

Nesta segunda-feira, o Brasil goleou a Venezuela por 4 a 0 no estádio Centenário, em Armênia, pelo grupo B da Copa América feminina. Com o resultado, a Seleção Brasileira garantiu a classificação antecipada para a semifinal da competição. Os gols da partida foram marcados por Bia Zaneratto, Ary Borges e Debinha (duas vezes). Ambas as […]

Brasil goleia Venezuela pela Copa América feminina



Nesta segunda-feira, o Brasil goleou a Venezuela por 4 a 0 no estádio Centenário, em Armênia, pelo grupo B da Copa América feminina. Com o resultado, a Seleção Brasileira garantiu a classificação antecipada para a semifinal da competição. Os gols da partida foram marcados por Bia Zaneratto, Ary Borges e Debinha (duas vezes).
Ambas as equipes voltam a campo na quinta-feira, às 21 horas (de Brasília). A Seleção de Pia Sundhage enfrenta o Peru, enquanto a Venezuela duela com a Argentina.
O jogo
O Brasil chegou com perigo aos cinco minutos em jogada de bola parada. Após cobrança de escanteio, Adriana subiu de cabeça, mas a zaga conseguiu afastar. Aos 21, depois de certa pressão, o Brasil abriu o placar com Bia Zaneratto. Tamires cruzou na medida na área e a camisa 10 subiu de cabeça para marcar. Com algumas dificuldades de infiltrar na área, o Brasil arriscou de longe com Angelina.
Aos cinco minutos, o Brasil ampliou o marcador com Ary Borges. Após boa jogada de Zaneratto, que recuperou a bola no meio campo, a camisa 17 recebeu bem posicionada, driblou a marcação e bateu colocado, sem chance para Cáceres.
Pouco depois, Debinha fez a goleira venezuelana trabalhar após bom cabeceio. O terceiro gol do Brasil veio em novo cabeceio da camisa 9, que dessa vez não desperdiçou, e aproveitou cruzamento de Antonia para balançar a rede. Sem dar respiro para a Venezuela, Debinha, novamente, fez o quarto, aos 20. Buscando mais um, Geyse levou perigo e viu a arqueira adversária defender.
Mesmo com a desvantagem no placar, a Venezuela assustou a defesa brasileira aos 34, mas não conseguiu concluir no alvo. Na reta final, o Brasil quase fez o quinto, Debinha foi até o fundo, chutou cruzado e Cáceres espalmou. No rebote, Angelina mandou uma bomba no travessão. Ao apito final, com o 4 a 0 no placar, a Seleção garantiu a vaga na semifinal da Copa América feminina.
Deixe seu comentário



Matéria Origial