Bolsonaro cancela ida a cerimônia de comemoração da Independência no Congresso Por Reuters

© Reuters. Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto 04/08/2022 REUTERS/Ueslei Marcelino Por Ricardo Brito e Lisandra Paraguassu BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou sua participação no evento no Congresso Nacional para comemorar o Bicentenário da Independência e trocou a ida ao evento –que conta com chefes de Estado e […]

Bolsonaro cancela ida a cerimônia de comemoração da Independência no Congresso Por Reuters



© Reuters. Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto
04/08/2022 REUTERS/Ueslei Marcelino

Por Ricardo Brito e Lisandra Paraguassu
BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou sua participação no evento no Congresso Nacional para comemorar o Bicentenário da Independência e trocou a ida ao evento –que conta com chefes de Estado e outras autoridades– para conversar e tirar fotos com apoiadores, um dia após os atos e desfiles cívico-militares que participou pelo 7 de Setembro.
A confirmação da ausência de Bolsonaro –que chegou a incluir o evento em sua agenda oficial– foi anunciada pelo Twitter do Senado. Por ora, não houve um anúncio oficial do presidente ou do governo do motivo da não ida.
Em vez de participar da solenidade, o presidente e candidato à reeleição preferiu usar o tempo da manhã para estar com simpatizantes no Palácio do Alvorada, conforme transmissão feita por sua própria rede social.
Durante a transmissão, apoiadores chegaram a questionar o presidente se iria ao evento no Congresso, mas ele não respondeu. Um ministro do governo disse reservadamente que Bolsonaro iria, mas soube que haveria discursos de senadores de esquerda contra o chefe do Executivo e por isso desistiu de ir.

Na véspera, Bolsonaro transformou as comemorações do Bicentenário da Independência em atos da sua campanha à reeleição e discursou em Brasília e no Rio de Janeiro. Na cerimônia da capital, um desfile cívico-militar, o presidente não contou com a presença dos presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), seu aliado que preferiu ficar em Maceió fazendo campanha.
Nesta quinta, entretanto, Pacheco é o anfitrião das celebrações no Congresso pelos 200 anos da independência, em evento que conta com a presença dos presidentes do Supremo e da Câmara, além de uma série de outras autoridades. Entre os presentes, estão o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, os ex-presidentes José Sarney e Michel Temer, e o procurador-geral da República, Augusto Aras.
Estão previstos os discursos de Pacheco, Lira, Fux e do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que é presidente da Comissão Especial Curadora do Senado para o Bicentenário da Independência do Brasil e também um dos coordenadores da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o principal adversário de Bolsonaro na eleição presidencial de outubro.



Matéria Origial

Relacionados